CONSUMO REGULAR DE PROBIÓTICOS REDUZ PRESSÃO ARTERIAL

.
Estudo publicado em julho de 2014 na revista Hypertension da American Heart Association, aponta que o consumo regular de probióticos é capaz de reduzir modestamente a pressão arterial sanguínea. Os resultados apontam que os indivíduos que consumiram mais de uma espécie de probióticos, a redução da pressão arterial sistólica foi de 5,8 mmHg, e aqueles que consumiram probióticos por oito semanas ou mais tiveram uma redução de 4,9 mm de Hg na pressão arterial sistólica.
Trata-se de uma metanálise que incluiu 9 ensaios clínicos com 543 participantes. As fontes e espécies de probióticos consumidos entre os participantes variaram entre os ensaios: quatro estudos utilizaram iogurte, dois utilizaram leite fermentado, um utilizou suplementos probióticos em forma de cápsula, um utilizou bebidas probióticas, rosa mosqueta e um utilizou queijo probiótico. Os estudos duraram de 3 a 9 semanas e a dose diária total de probióticos variou 109 a 1.012 unidades formadoras de colônias (UFC).

As reduções na pressão arterial sistólica e diastólica foram de aproximadamente 3,5 e 2,4 mmHg, respectivamente, embora os investigadores observaram reduções maiores entre os indivíduos com pressão arterial elevada no início do estudo e aqueles que consumiram várias espécies de probióticos. No entanto, os autores destacam que mesmo uma pequena redução da pressão arterial pode ter importantes benefícios para a saúde pública e as consequências cardiovasculares, como demonstra um dos estudos analisados, o Heart Outcomes Prevention Evaluation (HOPE), que apontou uma redução de 3,3 mm de Hg na pressão arterial sistólica, juntamente com uma redução de 1,4 mm de Hg na pressão arterial diastólica, foram associados a uma redução relativa de 22% no risco de mortalidade cardiovascular, infarto do miocárdio ou acidente vascular cerebral.
"Esses resultados sugerem que os probióticos podem ser utilizados como um complemento em futuras intervenções para prevenir a hipertensão ou melhorar o controle da pressão arterial", concluem os autores. E afirmam que futuros estudos são necessários para determinar como os probióticos reduzem a pressão arterial.
 .
Referência(s)
.

Khalesi, S. Sun, J. Buys, N. Jayasinghe, R. Effect of Probiotics on Blood Pressure: A Systematic Review and Meta-Analysis of Randomized, Controlled Trials. Hypertension, 2014. [Epub ahead of print]