RECOMENDAÇÕES NUTRICIONAIS PARA A PREVENÇÃO DO CÂNCER AUMENTAM A LONGEVIDADE

.
.

Estudo publicado na revista The American Journal of Clinical Nutrition demonstrou que os indivíduos que aderem às recomendações sobre “Alimentos, Nutrição, Atividade Física e Prevenção de Câncer”, da World Cancer Research Fund e American Institute for Cancer Research (WCRF/AICR) aumentam significativamente a longevidade.

Essas recomendações estão presentes em um relatório publicado em 2007 para a prevenção do câncer, mas que promove a adequação nutricional como um todo e ajudam a prevenir outras doenças crônicas, como as doenças cardiovasculares, diabetes, dentre outras. O objetivo do estudo foi investigar se essas recomendações contribuem para reduzir a mortalidade total e mortalidade por causas específicas em homens e mulheres.


O estudo incluiu 378.864 indivíduos de nove países europeus, que estão participando da Investigação Prospectiva Europeia sobre Câncer e Nutrição (etudo EPIC). No início do estudo, os participantes preencheram questionários que avaliaram hábitos alimentares, dados antropométricos e estilo de vida, incluindo o uso de bebidas alcoólicas, tabagismo, atividade física, escolaridade, estado menopausal, aleitamento materno e doenças anteriores. Os pesquisadores criaram escores em que os indivíduos recebiam pontuações a cada recomendação seguida, sendo a pontuação máxima para homens de 6 pontos e 7 pontos para as mulheres (incluindo a recomendação de amamentação).

Após o acompanhamento de mais de 12 anos foram identificadas 23.828 mortes. Os pesquisadores observaram que os participantes dentro da categoria mais elevada da pontuação WCRF/AICR (5-6 pontos em homens e 6-7 pontos em mulheres) apresentaram um risco de 34% menor de morte, em comparação com os participantes dentro da categoria mais baixa da pontuação WCRF/AICR (0-2 pontos em homens, 0-3 pontos em mulheres). A maior pontuação WCRF/AICR também foi significativamente associada com um menor risco de mortalidade por câncer, doenças circulatórias e doenças respiratórias.

“Este grande estudo europeu mostrou uma forte associação entre a adesão às recomendações WCRF/AICR sobre dieta e estilo de vida com a redução do risco de morte total e por doenças específicas. Estes resultados são de fundamental importância para aumentar a conscientização e a adesão da população às grandes recomendações, bem como compreender a forma de aumentar a longevidade em todo o mundo. Pesquisas adicionais em outras populações são necessárias para confirmar os nossos resultados”, concluem os autores.

Referência(s)

Vergnaud AC, Romaguera D, Peeters PH, van Gils CH, Chan DS, Romieu I, et al. Adherence to the World Cancer Research Fund/American Institute for Cancer Research guidelines and risk of death in Europe: results from the European Prospective Investigation into Nutrition and Cancer cohort study. Am J Clin Nutr. 2013;97(5):1107-20.