EMPRESA CONTRATADA TEVE IRREGULARIDADES EM LICITAÇÃO DA UFC

.

    A atual fornecedora de refeições ( MULTEMPREX COMÉRCIO E SERVIÇOS DE ALIMENTAÇÃO ) da UFC foi contratada emergencialmente após participar de pregão cancelado. Para o fornecimento de refeições por seis meses, recebeu mais de R$ 3 milhões. Processo está sob investigação.
.
A empresa que está fornecendo refeições para estudantes e servidores da Universidade Federal do Ceará (UFC) não cumpriu todas as exigências de licitação, em 2011, para contratação do serviço. O pregão eletrônico acabou cancelado, mas a empresa vencedora foi contratada pela universidade. 
.
 Com dispensa de licitação, quase dois meses depois da revogação do certame, foi realizado um contrato em caráter emergencial para fornecimento de refeições nos campi da UFC. O contrato com validade de 180 dias, no valor de R$ 2.975.786,00, foi feito com a mesma empresa vencedora do certame revogado.
.
Quando da participação no certame, a Multemprex Comércio e Serviços de Alimentação, Eventos Ltda. não possuía cadastro no Conselho Regional de Nutrição (CRN), como exigido no edital. Pesquisa no site do conselho indica que a inscrição, sob o número PJ/2458, ocorreu no dia 12 de julho de 2011. O pregão eletrônico nº 54/2011, porém, ocorrera às 10 horas do dia 22 de junho.
.
Na época, duas das 12 empresas que participaram do pregão entraram com recurso administrativo e conseguiram cancelar o processo. Além desse problema, elas indicaram o não cumprimento de vários pontos do edital pela Multemprex, como falta de alguns documentos e o cálculo equivocado de valores nas propostas apresentadas. 
.
Por exemplo: para o lote de fornecimento nos campi de Fortaleza, a multiplicação do valor unitário de um café da manhã (R$ 2,03) pela quantidade de dias (25.950) foi registrada no valor de R$ 52.722. O preço correto da multiplicação, porém, é R$ 52.678,50.
.
Os erros e carências fizeram com que o pregoeiro da UFC, Valderi Dias Ferreira Filho, revogasse o processo. Nova licitação foi aberta apenas em 23 de janeiro deste ano. E a mesma Multemprex se sagrou vencedora.
.
O pregoeiro da UFC, inclusive, é uma das partes que responde ação movida pela Oliveira Alimentos Ltda. na Justiça Federal no Ceará, como O POVO mostrou na edição de quarta-feira. A empresa participou das licitações de 2011 e 2012, e também denunciou o caso ao Ministério Público Federal (MPF), que abriu procedimento administrativo para apurar o caso, e à Controladoria-Geral da União.
.
Termo aditivo
.
Além do contrato de quase R$ 3 milhões firmado, sem licitação, da UFC com a Multemprex, em 1º de novembro de 2011, um termo aditivo no valor de R$ 743.946,50 foi assinado. As informações estão no Diário Oficial da União.
.
O contrato emergencial terminou em 16 de fevereiro. Um dia depois, foi divulgado o resultado do pregão eletrônico nº 01/2012, do qual a Multemprex também saiu vencedora. Ela segue fornecedora das refeições da UFC.
.
ENTENDA A NOTÍCIA
.
A empresa declarada vencedora do primeiro certame para contratação de fornecedora de refeições para a UFC, em 2011, acabou sendo chamada para contrato emergencial com a Universidade.
.
 Saiba mais
.
 Conforme O POVO publicou na edição de quarta-feira, a UFC abriu sindicância para apurar as denúncias. E, segundo a coordenadoria de Comunicação da Universidade, enquanto ela estiver investigando o caso, novas informações não serão divulgadas. Os autos dos dois processos licitatórios também não serão liberados neste período.


Publicação do dia 23/05/2012: http://www.opovo.com.br/app/opovo/fortaleza/2012/05/23/noticiasjornalfortaleza,2844339/mp-investiga-supostas-ilegalidades-em-licitacao-da-ufc.shtml
.
 O POVO procurou, ontem, a MULTEMPREX COMÉRCIO E SERVIÇOS DE ALIMENTAÇÃO, Eventos Ltda. O sócio-proprietário da empresa, Ricardo Cavalcanti, afirmou que um dos advogados contataria a reportagem, o que não ocorreu até o fechamento desta edição.
 . 
NOTICIA: