Abaixo-assinado Contra a rede McDonalds ser “Amiga da Saúde”

Para:Exmo. Sr. Ministro da Saúde Alexandre Padilha

Abaixo-assinado contra a rede McDonalds ser “Amiga da Saúde”



O Brasil tem trabalhado arduamente, governo e movimentos sociais, para reduzir a fome, a pobreza e a desnutrição. Os resultados desse movimento são sentidos pela redução das taxas de desnutrição e de mortalidade infantil, pelo aumento na qualidade de vida da população em geral e em particular na capacidade de consumo das famílias de baixa renda. No entanto, também é preocupante o aumento da frequência de doenças crônicas como a diabetes, a hipertensão e a obesidade, particularmente nessas mesmas famílias..

O Ministério da Saúde tem acertado em relação aos programas como os de Promoção do Aleitamento Materno, a Estratégia Nacional de Promoção da Alimentação Complementar Infantil Saudável, além do controle das doenças crônicas e em relação à distribuição de medicamentos gratuitos ou de baixo custo. No entanto, quando o Ministro da Saúde, o Dr. Alexandre Padilha, faz uma parceria com a rede de lanches McDonalds dentro do programa “Amigos da Saúde” acaba por cometer um grande equívoco.

É do conhecimento geral que no Brasil e em todo o mundo, o cardápio oferecido pela rede McDonalds é composto tipicamente por alimentos de alto teor calórico, com excesso de sal, açúcares e gorduras.Além disso, essa rede faz promoções comerciais que induzem as crianças a pensar que, ao ingerir esses alimentos, terão uma vida de brincadeiras e diversão. Um exemplo comum é o “Big Mac com fritas, coca-cola e sorvete”, que, sozinho, pode aportar quase todas as calorias que uma criança deveria ingerir ao longo do dia e muito mais do que a criança poderia consumir de sódio, açúcar e gordura saturada.

Esses motivos acima nos levam a solicitar que seja imediatamente retirado o endosso do Ministério da Saúde à rede de lanchonetes McDonalds e que sejam elaborados critérios mais adequados para a inclusão de “parceiros” no programa “Amigos da Saúde”.

Os signatários